A importância da Avaliação Neuropsicológica no TEA

A Avaliação Neuropsicológica no Transtorno do Espectro Autista (TEA) vai além da avaliação da interação social e da comunicação, dos padrões de comportamentos repetitivos e estereotipados, ou da compreensão do repertório mais restrito de interesses ou atividades. A Avaliação Neuropsicológica avalia todas as funções cognitivas que todos nós temos, dentre elas: memória, atenção, linguagem, funções executivas, entre outras.

Fazemos um mapeamento cognitivo de cada paciente para identificarmos padrões específicos das funções que estão preservadas ou prejudicadas, como no caso do TEA. Este diagnóstico diferencial é um dos pontos mais importantes para a realização dessa Avaliação. Quanto mais precoce for identificado, mais cedo começamos a intervenção e melhor será o prognóstico; desta forma, melhor será a vida de quem estamos dispostos a auxiliar.

A Neuropsicologia possibilita a aquisição de informações fundamentais, portanto, no momento que identificamos quais áreas devemos dar mais atenção, ou seja, qual função cognitiva devemos estimular, a nossa intervenção fica direcionada e por isso muito mais efetiva.

Devemos lembrar que a participação da família na avaliação e, posteriormente, na intervenção, é crucial para alcançarmos o objetivo proposto.

Essa Avaliação pode ser realizada a partir dos 3 anos de idade, todavia, os resultados são mais funcionais quando realizados no momento em que a criança já coloca em prática a maioria das funções cognitivas, como por exemplo a linguagem, escrita e funções executivas. Não há condições que impeçam a realização desta Avaliação, no entanto, solicitamos a família que o paciente venha descansado, ou seja, tenha tido uma noite adequada de sono e que esteja alimentado para que não tenha tais interferências. Outras interferências, como por exemplo, variação de humor ou comportamentos serão observados e avaliados durante todo o processo.

A Avaliação Neuropsicológica deve ser realizada uma vez por semana, durante 50 minutos, para acompanharmos a rotina do paciente. Esta, dura em torno de 10 sessões, a depender do desempenho de cada um. Para finalizarmos este processo, é realizada uma devolutiva e a entrega do relatório descritivo da avaliação realizada.

Ter acesso a essas informações facilita à família, à escola e todos que cuidam do paciente por meio da intervenção multidisciplinar a entender como funciona o seu cérebro e, consequentemente, como ele se comporta perante determinadas situações.

 

Sobre a autora:

Marina Bianchi Jacquet (CRP: 06/129659)
Neuropsicóloga do TatuTEA Espaço de Intervenção Comportamental

Psicóloga formada pela Universidade São Judas Tadeu e Especialista em Neuropsicologia (IPAF). Especialização em Terapia Cognitivo Comportamental pelo ITC (em curso). Psicoterapeuta e neuropsicóloga, atende em consultório particular e no TatuTEA.

Picture of TatuTEA

TatuTEA

Espaço Especializado em ABA

Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Email