TEA: O impacto emocional do diagnóstico no ambiente familiar

Por Dra Lívia Aureliano – Psicóloga e Diretora do TatuTEA

No primeiro momento, ao receber o diagnóstico, é natural que muitos pais reajam de forma negativa, demonstrando medo, raiva, tristeza, culpa, entre outros comportamentos comuns de alguém que precisa lidar com algo desconhecido. É provável que a notícia traga um impacto emocional no ambiente familiar.

Entre as diversas dúvidas que permeiam os pensamentos dos pais estão o medo de lidar com a sociedade, outros membros da família e principalmente o impacto daquela criança na vida e na rotina deles. Esses pensamentos estão associados a falta de entendimento do que é o TEA e como lidar com ele.

É preciso aceitar para conviver bem com a nova condição, por isso, separamos algumas informações relevantes para o início dessa jornada:

  1. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a estimativa é que existam 2 milhões de autistasno Brasil, ou seja, você não está sozinho;
  2. Existem diferentes graus de autismo quevariam de acordo com o nível de dependência e funcionalidade da criança. Portanto, mesmo sendo diagnosticado com o TEA, a criança pode viver com autonomia;
  3. Todos os níveis, inclusive os mais severos contam com clínicas dedicadas a desenvolver as habilidades da criança, promovendo melhores condições de socialização e aprendizagem;
  4. O diagnóstico precoce e intervenção terapêutica contribuiu com o desenvolvimento da criança, pois quanto mais jovem o cérebro, maior a capacidade dela desenvolver autossuficiência;
  5. Pessoas diagnosticadas com TEA podem ingressar em colégios e universidades, sem restrições, já que o autismo não é uma doença e sim um transtorno do neurodesenvolvimento.

O acompanhamento psicológico da família é tão importante quanto o da criança, para que ambos encontrem o equilíbrio. Os pais devem evitar considerar o fato de cuidar do filho com TEA um fardo. Por isso, não é recomendado que façam pelo filho o que ele pode fazer sozinho. Isso prejudica o desenvolvimento da criança e sobrecarrega os pais.

Outro fator importante é evitar a cobrança excessiva de si e dos outros membros da família. Dedicar-se inteiramente à criança com TEA pode sobrecarregar e causar dificuldades em gerenciar a vida e todos os outros compromissos.

Todos esses sentimentos estão associados a falta de conhecimento em relação ao TEA. De fato, o diagnóstico desencadeia muitas mudanças na rotina da família, principalmente no que tange ao acompanhamento das atividades da criança. Existem diversas redes de apoio e profissionais capazes de ajudar a aceitar e compreender.

Aqui no TatuTEA, os pais acompanham os atendimentos das crianças para aprenderem a lidar com o dia a dia, além disso, oferecemos atendimentos especializados e individualizados para pais de crianças autistas.

TatuTEA

TatuTEA

Espaço Especializado em ABA

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

CONTATO

Entre em contato conosco, ou se preferir, encaminhe uma mensagem preenchendo o formulário abaixo:

Quer trabalhar conosco, 
envie um  email com seu currículo para:
contato@tatutea.com.br

LOCALIZAÇÃO

Rua Itapura, 300 – Sala 608
(à 5 minutos da estação Carrão do Metrô)
Tatuapé – São Paulo – SP
03310-000

Horário de Atendimento

Segunda à Sexta das 9:00 às 18:00.

Espaço Especializado em ABA 

© 2020 – Todos os direitos reservados